Orlando Teruz

Orlando Teruz (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1902 – Idem, 1984). Pintor e professor. Entre 1920 e 1923, estuda com os pintores Baptista da Costa (1865-1926) e Rodolfo Chambelland (1879-1967) na Escola Nacional de Belas Artes (Enba), no Rio de Janeiro. Entre 1921 e 1933, participa de várias edições da Exposição Geral de Belas Artes na capital carioca. Em 1931, participa do Salão Revolucionário, realizado na Enba durante a gestão do arquiteto Lucio Costa (1902-1998), e do 2º Salão de Maio, em São Paulo, em 1938. No ano de 1934, ganha o prêmio de viagem ao exterior, oferecido pelo Salão Nacional de Belas Artes, mas usufrui da viagem apenas em 1939, quando visita França, Holanda e Itália. Em 1941, Teruz recebe o prêmio de viagem ao país, promovido pelo Salão Nacional de Belas Artes. Em 1944, expõe na mostra Pintores Modernos Brasileiros, realizada em Londres. Ainda na década de 1940, trabalha com Lucio Costa e Candido Portinari (1903-1962) na implementação da divisão moderna do Salão Nacional de Belas Artes. Nos anos 1950, ensina pintura no Instituto de Belas Artes da Guanabara. Participa das Bienais Internacionais de São Paulo em 1951 e 1953. Na década de 1970, forma um museu particular em sua residência no Rio de Janeiro.